domingo, 26 de março de 2017

Sem Emenda - As Minhas Fotografias

Entrada no Parlamento britânico, Westminster – Era assim, o ano passado. Vai ser pior, a partir de agora. É cada vez mais assim, no mundo inteiro. E vai ser cada vez pior. As filas de espera aumentam. A inspecção de roupas e o controlo de malas e mochilas prolongam-se. Podemos sempre falar de dignidade e de serenidade. Pode facilmente dizer-se que não teremos medo e não faremos o jogo dos terroristas. É possível acrescentar que a vida continua, “business as usual”, que é como quem diz “tudo como dantes, quartel-general em Abrantes”! Nunca deixaremos de afirmar que “eles” não vencerão, que os terroristas islâmicos e outros não condicionarão o nosso modo de vida! E sempre diremos que não faremos o que eles querem, isto é, não criaremos uma sociedade vigiada, com censura, fiscalizações, verificação de identidade, operações stop, câmaras de televisão nas ruas, vigilância nos espaços públicos em geral, escutas telefónicas, violação de correspondência, humilhantes exames físicos nos aeroportos, intrusão nos computadores e nas redes sociais… Nunca… Nunca?

DN, 26 de Março de 2017

2 comentários:

Tout va bien disse...

Há anos que também é assim no Parlamento português, “circo de S.Bento” para AB.
Teme-se que este conhecido cidadão e os seus amigos (Medina Carreira, Carlos Costa, José Manuel Fernandes e Mª de Fátima Bonifácio) possam fazer implodir o hemiciclo e arrasar os deputados, esses “preguiçosos”.
Da última fez que frequentei aquela “casa assombrada, parlamento inútil, inoperante e incapaz”, os polícias verificaram a minha identificação e retiraram-me todos os meus pertences. Eles lá teriam as suas razões…
Porém, ainda não aconteceu nada. A vida continua, business as usual…
Eles não vencerão!

Sílvia

bea disse...

Não sabemos o que vai acontecer, mas a ética e o respeito pela privacidade deixa bastante a desejar por estes dias. Acresce que a sombra do terrorismo também exige medidas. Parece-me flagelo tão complexo que nem sei discorrer sobre.