quarta-feira, 4 de janeiro de 2017

Sem Emenda - As Minhas Fotografias

Senhor descansa a caminho de Petra, Jordânia – Petra fica a poucas centenas de quilómetros de alguns dos locais mais perigosos do mundo: Síria, Iraque… E de cidades memoráveis pelas piores razões: Alepo, Palmira, Mossul… Nos caminhos que levam até à cidade encantada, não se ouve o barulho da guerra ou do terror. Mas toda a gente sabe que, ali ao lado, não há paz e só há medo. De repente, no meio do caminho, este senhor que nem calculo quem seja. Nabateu? Saudita? Jordano? Iraquiano? Não faço a mínima ideia. Só sei que o seu porte altivo e sereno, a descansar, entre duas caminhadas no esplendoroso sítio, é um conforto para quem pensa naquela região, nas chacinas de centenas de milhares de civis, nas cidades arrasadas, no terrorismo na sua mais primitiva forma e na destruição selvagem de património da humanidade com puros intuitos totalitários. Nestes dias de fim e de começo de ano, um facto novo faz história: uma trégua maior (será cumprida?) é assinada pela Rússia, pela Síria e pela Turquia, na ausência dos Estados Unidos e da Europa.
DN, 1 de Janeiro de 2017

2 comentários:

Sem dono disse...

Para quem apoiou vivamente a invasão do Iraque, parece só agora dar-se conta das dramáticas consequências.

bea disse...

Deve ser tão bonita, Petra. Já vi fotos de pormenor e o que me foi contado é de enlevo. Talvez nunca chegue a vê-la, mas o gosto que tenho nela não se altera, é uma maravilha. Segundo me disseram, a Jordânia é um país onde os poderes religioso e estatal estão separados, factor que contribui para a paz que se vive no país.