domingo, 30 de setembro de 2012

Luz - Vale do Douro, 2006

Clicar na imagem, para a ampliar
.
Mais uma vista do Vale deste maravilhoso rio. Fotografia tirada de dentro do rio, a bordo de barco de turismo. A localização é no chamado “Douro superior”. Na margem esquerda, à direita nesta imagem, consegue ver-se uma inscrição numa pequena casa branca: “Quinta do Vesúvio”. Não é o edifício principal da quinta, quase monumental, é apenas uma inscrição de identificação. A Quinta do Vesúvio, mais uma da “Ferreirinha”, a Dona Antónia, era uma das mais famosas daquela senhora e daquele grupo ou família. Há poucos anos, foi vendida ao mais importante grupo de vinho do Porto, o dos Symington. À esquerda da imagem, na que é a margem direita do rio, as escarpas mostram paredes de granito, presente em certos troços de uma região com bem mais xisto. Na rocha, umas estranhas “pinturas” amarelas: são pólenes de árvores e arbustos que dão um curioso colorido a certas partes do vale. (2006).

7 comentários:

Tá na laethanta saoire thart-Cruáil an tsaoil disse...

as escarpas mostram paredes de granito, presente em certos troços de uma região com bem mais xisto.

com bem mais...iste é de uma precisão geo lógica

o granito são batólitos que intruiram uma região metamórfica há bué bué bué

se houvesse mais granito é quera um problemazão

atão desde 2006 a afundação não dá rolos no douro?

afundações de segunda dá niste...

Em 2030 inda há ruínas na nossa Palmira ?

O Douro inda deve aí tar
um pouco mais salgado
o granito idem

já este blogue duvido muito....

os b.log's do gmail devem ter falido todos
junto com a google lá em 2020
é a crise

há lugares vagos para transportador de bandejas nos buffetes afundacionaes?

ou pra palhaços em con ferências?

agente nã é esquisita...

São Canhões? Sabem mesmo a manteiga... disse...

Pólenes? Yasnaya Poliana?

A Ana Loggia do Granito é Fish, a de uma rocha intemporal feita país e que escorre feita areia para o buraco do esquecimento oceânico.

Lembra o país e lembra os b-log's que de certo modo são o país virtual da e-lite pouco light que nos afunda com o seu peso na construção deste túnel antipodal mal escavado, ou escavacado tanto faz.

Tá na laethanta saoire thart-Cruáil an tsaoil disse...

Pólen Pólens...polonaises é nouto lade vem de Pales...Pó é grego

e nã tem enes

De facto o granito intruído no xisto velho de centos de milhões de luas, não é imortal, nem anda lá perto, é como os diamantes, os países e os B-lokis frutos da egomania escriturária de uns velhos moços e de uns moços já caducos de tão velhos.
aspiram à breve immortalidade do granito que se esvai em grãos de quartzo como os países se esvaem em palavras ocas.

O país feito granito tem razão, razão em quê? como dizia um dos palhaços de 2030 isse não interessa para nada
Ter razão é fundamental, saber se se (se se) tem razão em qualquer coisa é acessório..
Logo seremos 6 milhões quando o jovem granito soltar mais uns grãos?
Talvez
O problema é quantos serão vocês...

P.A. Lerma disse...

completamente em desacordo com bossemecês, a escarpa tal como o país não mostra nada a litologia esburacada pelo rio, rio diga-se pouco desenvolvido excepto no Porto onde evoluiu mais e até fala, não é sempre feita por arenitização processo lento de alteração, aqui o país a partir tal como o granito faz-se pela possível mobiliza a são dos blocos e de algumas bolas (graníticas) ao longo das vertentes escavadas pelos bons e pelos maus rios e má rio é fish meu.
Faz um buracão tremendo até nos mais duros granitos e escavaca os xistos como trigues (três tigres) de papel em notas de 5 ou 500 a nós tristes xistos pouco xistosos tante se nos fax..

Energoúmenon poko possessus disse...

não tinha algures posto nesta afundação fotographica uma de :

ó ladrões por favor 100 anos de perdão não são 102 deixem-nos roubar por favor
Este b-log é tal como a república a ditadura e a ditamole de João Franco ou outra treta cualquer
é um castelo de cartas birtuales
denunciável por qualquer indigente

como se vê os b-loks não são de granito feito, desapareceram logo 4 de uma penada

logo isto gastar tempo a pôr fotographias e textos em b-log's que alguém pode esmagar num simplex

é pura perda de tempo

por isse nã convem levar nada a sério

são moinhos são gigantes
são ladrões ou construtores de cátedras y catedrais

para a gente desonestamente tante nos faiz

ache quinda me restam uns 140 b-logs

se bem me lembro...

Alcino Sousa disse...

Douro, o belo. Cachão de Arnozelo. No meu blog (alcinoray.blogspot.com) tenho algumas fotos desta zona de bela paisagem, tiradas da linha do caminho-de-ferro.

Alcino Sousa

A Luz no fundo do túnel está quase quase disse...

O B-loki como fonte de vassalos e vassalagens fotographicas

é similar aos partidos e demais organizace

De certo modo o vulcão cristalizado na câmara que agora enche essa paisagem em remendos, dá uma ideia da mutabilidade de um país que já foi outrora extremamente violento e agora anda semi-manso

Tal como esses vulcões apagados e arrasados por ondas de transformação inflacionária em miles de millenia

tamém as sociedades que afloram os xistos naxionais en 2030
serão provavelmente muito alteradas

quem diria que o estável irão ia hoje ter uma onda de descrença na moeda que quase superou a desvalorização dos últimos 4 meses
ou a dos anteriores 5....
pois estudos sobre mundos em 2030

ou pintalgados en granitóides ou gabros nã lhes gabo a fama

tirande isse
bou deixar de me meter com a maralha sucia lista
e voltar à máfia turca...

são gente mai sossegadinha
são garotos é normal

a velharia perdão os homens maduros
são mais agressivos

é a con pensação por retração do saco azul escrotal?

é capaz é capaz....