domingo, 13 de fevereiro de 2011

Luz - Algures em Portugal, 1974

.
Clicar na imagem, para a ampliar
.
O manequim e Lenine fazem-se boa companhia, nestes anos setenta! Esta imagem é uma das poucas, de todo o meu acervo, cujo local não recordo.

3 comentários:

FernandoB disse...

António,

Faleceu Gérard...

www.angeloochoa.net disse...

Amigo Hélder Barros:
Tal qual quanto o incansável José Pacheco Pereira, gosto de citar Dante:
Só com uma diferença, enquanto o Doutor Pacheco Pereira – e ele lá saberá o porquê – é propenso a ir buscar a inscrição da Porta do Inferno (em que transformaram este país):
«Deixai toda a esperança, vós que entrais!»,
eu, «mísero, mesquinho»
como a Inês camoniana,
gosto da outra palavra dantesca:
«Saímos a ver as estrelas.»
Ou daqueloutra:
«O Amor que move o sol e as outras estrelas.»
Distâncias astronómicas, caro amigo!
O importante é que o abraça vivo o Ochoa!
Vale!
Post-scriptum:

Seu filho Maria nos dá.
Com Ela sonhamos.

http://informaticahb.blogspot.com/2011/02/poesia-o-meu-amigo-poeta-angelo-ochoa_14.html

Patrícia Nigro. disse...

Olá, Antonio.
Estive visitando o blog e me encantei com a beleza das fotos, lindas!
Sou blogueira, moro no Brasil e se quiser conhecer meu blog, visite.

Blog de Turismo e Hotelaria.
http://magazzinemoderno.blogspot.com