quinta-feira, 31 de julho de 2008

Luz - Araucária - S. Miguel

.
Clicar na imagem para a ampliar
.
Vista através de uma janela de casa de Ponta Delgada, São Miguel, Açores. As araucárias são belas árvores vindas das Américas. Há várias espécies. Esta é, creio, uma araucária chilena. Em São Miguel, há vários jardins absolutamente fantásticos com numerosas espécies de árvores, arbustos e plantas de todo o mundo. Desde o século XIX que os micaelenses cultivam um muito especial fervor pelas árvores. Três nomes se distinguem desde então, pelos jardins que plantaram e pelas espécies exóticas que mandaram vir de todos os continentes: José do Canto (esta imagem foi feita no jardim dele e da casa dos seus descendentes), Jácome Correia e António Borges. Eram amigos, mas também competiam entre eles para ver quem tinha o melhor jardim ou a espécie mais rara. Todos os seus jardins estão ainda lá, bem arranjados, bem mantidos e visitados por toda a gente. Nesse aspecto, os açorianos são bem melhores do que os portugueses do continente! (1992).

9 comentários:

Jonas disse...

No Porto existe um exemplar na Rua S. Roque da Lameira, e em Gaia existe outra, no fantástico Parque da Lavandeira...
Agora,a razão porque os ingleses chamam 'monkey puzzle' a esta árvore é que a mim me custa a entender...
Para macaco, ela não é assim lugar tão complicado para umas piruetas...
Mas bem, inglesices.

Pedro Nuno Teixeira Santos disse...

Sinceramente, não sei se será a tal araucária do Chile (Araucaria araucana). Pela imagem parece-me mais uma de 3 hipóteses: A. bidwillii ou a A. cunninghamii (ambas australianas), ou mesmo a A. angustifolia (do Brasil).

Mas isso, sinceramente, é de menor importância. A fotografia é belíssima e, como sempre acontece quanda fala de árvores, as suas palavras conseguem emocionar-me.

(Tomei até a liberdade de reproduzir, no meu blogue, a sua crónica do passado dia 8 de Junho, no "Público", sobre o "Jardim das cerejeiras japonesas"). Um caso paradigmático!

De facto, não é fácil gostar de árvores em Portugal. A cultura "arboricida" nacional ou, como lhe chama o professor Jorge Paiva, a "dendrofobia" ou a "podite aguda", são males entranhados na nossa cultura, responsáveis pela mutilação anual de centenas de árvores.

Tenhamos esperança no futuro...Peço-lhe que não menospreze a importância que as suas fotos e os seus textos podem ter, para ajudar a mudar a forma como encaramos as árvores nas nossas paisagens.

Ainda que mude apenas "uma alma", já terá valido a pena. Esta "guerra", esta batalha pela alteração da percepção que os portugueses têm da importância das árvores, só se pode ganhar assim: mudando as mentalidades, uma a uma...

António Barreto disse...

Prezado P N Teixeira dos Santos,
Sou amador de árvores. Sem pretensão. Quando estive nos Açores, há muitos anos, amigos tentaram ensinar-me a distinguir as três espécies que se viam com frequência em São Miguel. Pelo que ouvi então, sempre julguei que esta era da variedade "chilena". Com a sua mensagem, fiquei agora na dúvida. Mas hei-de esclarecer... Consola-me saber que existe algures mais alguém que partilha o mesmo respeito e a mesma admiração pelas árvores. Com os anos, descobri que estas são um indiscutível sinal de civilização. Quanto mais urbanas, industriais e "de informação", mais as árvores traduzem a decência de uma sociedade. Infelizes aqueles que pensam que as árvores são "apenas" natureza e "acaso", e que não sabem que um jardim, um bosque, uma floresta, um parque podem ser verdadeiras obras-de-arte!

aurora disse...

A saudade dos Açores é daquelas que faz doer cá dentro.

aurora disse...

O Senhor Jonas pode convidar-me para conhecer o seu blogue? Também tenho mais de 100 anos de idade...

António Barreto disse...

Senhora Aurora e Senhor Jonas,
O que há de aborrecido com os blogues é o anonimato de muita troca de correspondência! Enfim, paciência.
Mas se os senhores trocam de endereços de blogues e se os blogues são sobre árvores, plantas, rios e vinha... também quero saber!

aurora disse...

Lamento não ter um blogue sobre árvores. É mais sobre pessoas.
http://beloguecivico.blogspot.com/2005/03/pscoa.html

aurora disse...

Pensando bem, às vezes também é sobre árvores http://beloguecivico.blogspot.com/2005/03/chuva-vermelha.html

aurora disse...

A maior parte das vezes é só conversa de orelha para orelha
http://beloguecivico.blogspot.com/2005/05/viajar.html