quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Entrevista ao jornal «i»

Para ver, clicar [aqui].

4 comentários:

Zé dOlhão disse...

A história reconstrói-se e constrói-se de momentos desses, bem haja ó nosso refundador.
Há tanta gente malsã e mal intencionada que fala e escreve com vosso nome:
De António Barreto a 27 de Janeiro de 2013 às 19:32
Agradecimento extensível ao José Apolináro; o Comandante da companhia que em marcha de corrida desde a Amadora chegou a tempo de impedir a saída dos PM do quartel. Foi ele o grande operacional que garantiu o sucesso.

Provocar | Tudo ao molho

De Garantiu a continuidade de uma clique a 28 de Janeiro de 2013 às 00:19
durante 38 anos

em detrimento de outra clique de um outro bloco mundial?

ora ainda bem que o nosso tenente coronel arvorado

que só foi general após a passagem à reserva ou quiçá à reforma impediu o populistão

bom o pessoal que queimou as sedes da esquerda contribuiu pouco não foi

o senhor comando foi um de muitos que ajudou a instaurar uma pseudo-democracia de élites

milhões teriam ficado melhor com o sovietistão

passar das barracas para o guetos de betão armado passavam na mesma

passar da iliteracia e pseudo-literacia para a pseudo-iluminação literata idem
e com mais disciplina
De Caetano
Mais um que se foi sem ter sido julgado pelos crimes de guerra de que foi responsável.
Devemos-lhe a liberdade que tu e outros comunistas nos queriam roubar, sim condecorado por massacres
mas só de pretos
nunca matou seres humanos tirando aquele gajo no ralis que teve o azar de ficar morto
e a pensão passa 50% prá mulher a 28 de Janeiro de 2013 às 00:25
só poupamos uns 36000 euros

se tivesse morrido o eanes poupava-se um poucochinho mais

se tivesse morrido o vasco lourenço

tinhamos o país mais pobre de três heróis

e com mais 100 mil euros ao ano para gastar numa estátua ou placa com o nome dos três

devíamos fazer-lhe uma fundação

ou dar o nome da ala do hospital militar onde quinou o nome do hemorrói

Provocar | Primeira chapada

De 25 Novembro, sempre a 27 de Janeiro de 2013 às 21:48
Honra e Glória para JAIME NEVES
É bom não esquecer que ele foi o HOMEM grande e corajoso do 25 de Novembro
Esta data é que deveria ser feriado em vez do 25A

É bom não esquecer que ele lutou ao lado do povo contra os COMUNISTAS.
De sim os comunas são sub-humanos
não são povo
Não deixa de ser hilariante a comunicação social, que apresenta Jaime Neves como tendo derrotado a implementação em Portugal de uma ditadura comunista.
De notar o bom serviço da comunicação social, na continuação da propagação das mentiras para defender a canalha, que nos continua a explorar e enganar.
De salta daqui ou largo-te o jaime neves principalmente depois de mortodeve ter mais gente no funeral do que visitas no hospital militar
morreu de gripe ou das jantaradas?
vasco lourenço deve ir-se do castrole a golpaça do 25 de Novembro, onde apostava forte e feio numa guerra civil, um herói.
Aquilo que se conhece do pensamento do senhor diz tudo sobre o democrata e o militar de Abril herói da direita lusa: contra a descolonização, contra a existência legal do PCP, etc., etc.
Na história da Revolução de Abril está-lhe guardada uma nota de rodapé, mas na história da contra-revolução, da traição, da recuperação capitalista, a direita presta justa homenagem ao seu capataz.

De os moçambicanos por ele mortos é que
lhe estão muito agradecidos

morreram como mártires e allah deu-lhes uma catrefa de huris virgens

mas só huris pretas....que no céu moçambicano há appartheid
De António de Barrete
Um Grande Grande Herói como o outro em Chaimite, aquele que deu mais mundos ao mundo ao meter os pés em cima do Gungunhanha.
Gun gu nhanha? Deve estar mal escrito...
Um herói, que nos deu estas fundações de democracia.
É pena faltar o telhado.
De António
Não admito à ralé, nem provocações, nem faltas de respeito com o meu nome.

jagga nathan кешин disse...

a grande política raramente se faz

desde um tal de quintus cincinnatus

a vera política só é grande com circo e futebol

De António Barreto (http://zaratustranaoeradobenficablogospot.com/) a 27 de Janeiro de 2013 às 19:32
Agradecimento extensível ao José Apolináro; o Comandante da companhia que em marcha de corrida desde a Amadora chegou a tempo de impedir a saída dos PM do quartel. Foi ele o grande operacional que garantiu o sucesso.

Antónios Barretos há muitos e i-dei-as de grande politeia e de politeia anâ idem

jagga nathan кешин disse...

há a grande política das massas e dos massões que ficam na histéria

e há a pequena politica dos anões que perdem todas as reve louções:



Элемент

Просмотры страницы









США



660





Португалия



409





Бразилия



236





Россия



154





Украина



57





Германия



53





Нидерланды



50





Латвия



48





Шри-Ланка



33





Израиль



27
isso está estatisticamente provado

mas se bossa incelência afundacional quiser posso fazer uma arrepanhação para ver se o próximo grande líder aumenta a impressão de dólares do zimbabué ou se a moeda de troca passa a ser cartuchame de caçadeira

juncker naut non é juggernaut кешин disse...

a grande política gripou?